fbpx

Como adaptar o seu SGQ rapidamente e minimizar os riscos!

Como adaptar o seu SGQ rapidamente e minimizar os riscos!

Mundo pós pandemia: Como adaptar o seu SGQ rapidamente e minimizar os riscos!

Entenda como adaptar o seu SGQ rapidamente e minimizar os riscos diante de tantas incertezas e mudanças do mundo pós pandemia.

Como já pudemos perceber, o mundo está passando por uma transição que está resultando em grandes mudanças. Mesmo sendo impossível prever como será o mundo pós pandemia, já que ainda estamos lutando contra ela, é possível identificar algumas tendências.

Falamos recentemente aqui no Blog sobre algumas dessas tendências, inclusive no que diz respeito ao sistema de gestão da qualidade. Entretanto, a questão agora é entender como se adaptar de forma ágil a essas novas tendências. E mais do que isso, minimizar os riscos e obter uma gestão preventiva diante de tantas incertezas.

É um momento extremamente desafiador para todos. Porém, é sim possível tomar algumas precauções e implantar metodologias que garantem um sistema de gestão sólido e mais preparado para lidar com as adversidades.

Vamos falar um pouco sobre isso? Destacamos fatores que fazem toda a diferença para te ajudar nessa jornada:

O papel dos profissionais da qualidade

Mais do que nunca a gestão da qualidade precisa de total atenção e comprometimento de toda a equipe. Os profissionais devem estar atentos às mudanças. Além disso, devem estar aptos a inovações e buscar constantemente novos conhecimentos que os levem a pensamentos multidisciplinares.

A gestão preventiva deve estar inserida no contexto da organização. Isso já era uma tendência (na realidade, uma necessidade), e com todas essas mudanças e impactos ocasionados pela pandemia, tornou-se uma questão de sobrevivência.

Portanto, profissionais, não hesitem e não abram mão da implantação de uma gestão de riscos, pois isso minimiza consideravelmente os impactos de possíveis adversidades.

Outro ponto importante é a gestão de crises. Já que nem tudo é possível prever, é essencial haver uma equipe preparada para lidar com os problemas e tomar decisões de forma ágil.

Contudo, o objetivo final continua o mesmo: a satisfação do cliente.

Todas as ações devem estar focadas em atender as expectativas dos clientes. Por isso, é necessário entender que, se por um lado, há muitos ajustes para realizar internamente, por outro, é fundamental olhar para fora e entender o novo consumidor que está se formando.

Afinal, não adianta atingir a excelência nos processos internos, se o desejo do cliente não está sendo atendido, certo? Estar pertinho do consumidor e entender seus desejos e necessidades, bem como, estar preparado para a sua inconstância nesse cenário de mudanças é primordial.

A liderança

A função dos líderes é andar de mãos dadas com o seu time. Não só para cobrar e acompanhar o desempenho de cada um, mas principalmente para incentivá-los de forma colaborativa. Um bom líder deve andar lado a lado com seus liderados.

O líder inspira confiança na equipe. Logo, é necessário cultivar uma relação transparente e deixar claro quais são os propósitos, metas e objetivos da organização.

Ter a sensibilidade de encontrar um ponto de encontro entre os propósitos pessoais e profissionais de cada um, pode ser um diferencial e tanto para nutrir uma equipe satisfeita com o seu trabalho. Como resultado, o que vemos é uma maior eficácia e produtividade de cada um em suas respectivas responsabilidades.

Ou seja, de um lado vemos a necessidade de haver um líder que sabe qual é a sua luta e seu propósito, e de outro vemos a necessidade de inspirar essa luta em seus liderados. Dessa forma, podemos concluir que uma liderança satisfatória requer que questões como valores e empatia sejam levadas a sério.

Isso significa que chegou ao fim a era de cobrar resultados e alcance de metas? Definitivamente, não!

É exatamente o oposto. Essa humanização tem justamente a função de otimizar e potencializar os resultados. Portanto, a resposta certa para essa questão, é estabelecer um ponto de equilíbrio entre cobrança e companheirismo com o time.

As Certificações

Todo esse caos que estamos vivendo por conta dessa situação totalmente inesperada nos mostrou que nutrir uma gestão da qualidade sistematizada é fundamental.

A alta direção precisa urgentemente se conscientizar sobre a importância de seu envolvimento no SGQ. Além disso, todos os envolvidos precisam entender que a certificação de qualidade (ISO 9001) é essencial, e suas exigências devem ser seguidas.

Outro ponto bastante importante de nos conscientizarmos, é que outras normas da ISO que até então não possuíam tanta notoriedade, têm sido citadas como fatores importantes para sistematizar os processos das organizações.

Isso tudo por conta dos impactos ocasionados pelo coronavirus (covid-19). Podemos citar como exemplo, a ISO 45001:2018, já que garantir a saúde e segurança do colaborador no ambiente de trabalho é uma das pautas em alta atualmente, e deve continuar sendo mesmo quando tudo voltar a “normalidade”.

A dica é trabalhar com as normas de forma integrada. Para isso, um software de gestão da qualidade integrado pode ser a estratégia chave para que a equipe tenha sucesso em seguir todas as exigências das normas adotadas.

As ferramentas da qualidade

As ferramentas da qualidade têm se mostrado ainda mais importantes com tudo o que vem acontecendo. Nenhum segmento e nenhuma corporação saíram imunes aos efeitos causados pela pandemia. Nesse sentido, é notável a importância de utilizar essas ferramentas em quaisquer que seja o contexto da organização.

Temos artigos aqui no Blog falando de diversas ferramentas e com certeza são leituras essenciais para te ajudar a entender quais são relevantes para a sua realidade e como utilizá-las.

Tais ferramentas e metodologias auxiliam desde o planejamento, tomada de decisão e plano de ação, até o acompanhamento de indicadores. Cada uma tem sua função no processo, por isso, é interessante utilizá-las em conjunto.

Se por um lado, é necessário expandir a mente e se abrir para inovações sem se engessar, por outro, seguir algumas normas, procedimentos e padrões é essencial para manter o controle. O equilíbrio é o caminho.

E aí, preparado para botar a mão na massa, implantar as mudanças e começar a ver o seu sistema de gestão da qualidade enfrentar todas as dificuldades atuais e triunfar? Espero que este texto tenha te ajudado a ter mais clareza e te incentive a começar agora as mudanças necessárias.

Desejo sucesso nas suas ações e fique à vontade para deixar suas dúvidas, opiniões e contribuições aqui nos comentários!

AH! Continue nos acompanhando e não perca nenhum conteúdo, tá? É só clicar aqui que a gente te avisa sempre que tiver texto novo por aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *