fbpx

Diagrama de Ishikawa – Entenda tudo sobre uma das principais ferramentas da qualidade!

Diagrama de Ishikawa – Entenda tudo sobre uma das principais ferramentas da qualidade!

Diagrama de Ishikawa – Entenda tudo sobre uma das principais ferramentas da qualidade!

O Diagrama de Ishikawa foi desenvolvido na década de 60 pelo japonês Kaoru Ishikawa e tem como finalidade identificar a relação entre resultados indesejados em processos (efeito) e suas possíveis causas (efeitos) que ocorrem dentro da empresa.

Uma das 7 ferramentas da qualidade, e sem dúvidas, uma das mais conhecidas e utilizadas na gestão da qualidade, por ser altamente eficaz e de fácil utilização.

Também conhecida como: Diagrama de Causa e Efeito, Espinha de Peixe e/ou Diagrama dos 6M. Me arrisco a dizer, que essa é a maior contribuição de Kaoru na evolução da qualidade.

A anatomia dessa metodologia é o desenho de uma espinha de peixe, onde sua cabeça é o problema (efeito) e as espinhas estão relacionadas às possíveis causas deste problema.

Porque utilizar o Diagrama de Ishikawa?

Primeiramente, é possível ter uma visão sistêmica do que ocorre durante os processos, possibilitando o desenvolvimento de ações para solucionar os problemas e implantar as melhorias necessárias.

Portanto, podemos dizer que essa ferramenta pode (e deve) ser utilizada para a prevenção de erros e falhas (não conformidades). Bem como, para identificar oportunidades de melhoria e incentivar o time a agir preventivamente.

Do mesmo modo, também é importante enfatizar que sua utilização é versátil e, portanto, pode ser utilizada nos mais diversos contextos e cenários.

Por exemplo; é uma ferramenta bastante utilizada na gestão de riscos, devido ao seu potencial de analisar o risco criteriosamente, entendendo seu impacto e criticidade na organização.

Com a utilização do Diagrama de Ishikawa você obtém os seguintes benefícios:

  • Identificação das causas de problemas (efeito);
  • Hierarquização das causas identificadas;
  • Sistematização e aprimoramento da visualização dessas causas (melhorando a assertividade nas tratativas);
  • Identificação de oportunidades de melhoria;
  • Organização das informações relevantes e envolvimento do time;

Dentre outros benefícios apontados constantemente por times que utilizam a ferramenta.

Como utilizar o Diagrama de Ishikawa?

O primeiro passo é apontar as possíveis causas do problema a ser estudado, a fim de analisa-los criteriosamente, e posteriormente, estabelecer o plano de ação para eliminá-los.

Para facilitar a identificação das possíveis causas, você pode utilizar o Brainstorming, e/ou ainda, utilizar um software de gestão (clique aqui caso queria saber mais sobre o software). Dessa forma, o processo de identificação de tratativa das causas se torna bem mais ágil e eficaz.

Siga os seguintes passos na montagem do seu Diagrama:

  • Determine o problema (efeito) a ser estudado;
  • Utilize o brainstorming para discorrer sobre as possíveis causas do problema;
  • Divida as causas de acordo com o 6M (método, máquinas, medidas, meio ambiente, materiais, mão de obra);
  • Priorize as causas de acordo com sua importância (para isso, você pode utilizar a Matriz de Priorização);
  • Monte a Espinha de Peixe preenchendo com as informações coletadas;
  • Estabeleça o plano de ação para eliminação das causas, e consequentemente, do efeito causado por elas.

O que são os 6 Ms?

Muitos se perdem no momento de dividir as causas por categorias com base na metodologia 6M. Portanto, para te ajudar nessa etapa, responda as seguintes perguntas de acordo com cada tópico:

  • Método: como a forma de desenvolver o trabalho influencia o problema?
  • Máquinas: como os equipamentos utilizados no processo influenciam o problema?
  • Medidas: como as métricas utilizadas para medir o desenvolvimento da atividade influenciam o problema?
  • Ambiente: como o meio em que a atividade está sendo desenvolvida influencia o problema?
  • Materiais: como a qualidade e o tipo dos materiais utilizados influenciam o problema?
  • Pessoas: como as pessoas envolvidas na atividade influenciam o problema?

Por último, e não menos importante, temos uma surpresa para você que chegou até o final desse artigo: BAIXE AQUI O NOSSO MODELO EDITÁVEL DO DIAGRAMA DE ISHIKAWA.

Está prontinho para ser preenchido com suas informações, então não tem desculpa para não começar o quanto antes a analisar os seus processos, certo?

E aí, está pronto para utilizar o Diagrama de Ishikawa e potencializar a sua gestão?

AH! Para continuar acompanhando nossos conteúdos e não perder nenhuma novidade aqui do Blog, é só se inscrever em nossa Newsletter clicando aqui.

Ótimo restinho de semana, nos vemos semana que vem :*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *