fbpx

Histograma: O que é e como utilizar?

Histograma: O que é e como utilizar?

Histograma: O que é e como utilizar?

O Histograma indica de forma gráfica, a frequência com que determinados eventos ocorrem dentro da Organização. Dessa forma, com essa ferramenta é possível controlar processos com base em informações confiáveis e de fácil entendimento.

Por exemplo, para realizar uma pesquisa de satisfação com os clientes, você pode enviar um formulário onde serão dadas notas de 1 a 10. Logo após, você monta o Histograma para medir a frequência de cada nota.

Por fim, você analisa os resultados e obtém informações relevantes sobre como a sua marca/empresa está sendo vista, e caso necessário, desenvolve plano de ação parra aumentar o índice de aprovação por parte dos clientes.

Enfim, partiu nos aprofundar mais no assunto e entender quais são os tipos de Histograma, seus benefícios e como utilizar?

Porque utilizar essa ferramenta da qualidade?

Primeiramente, como pudemos observar no exemplo da pesquisa de satisfação, o Histograma nos permite realizar uma análise gráfica de evidências para tomadas de decisão.

Portanto, podemos dizer que é ideal utilizar o Histograma para:

  • Resumir grandes conjuntos de dados de forma gráfica;
  • Comparar resultados;
  • Verificar e identificar não conformidades e oportunidades de melhoria;
  • Disseminar dados importantes graficamente;
  • Identificar a frequência/ocorrência dos dados analisados
  • Trabalhar com amostras
  • Ajudar no processo de tomadas de decisão, etc.

Tipos de Histograma

Simétrico

Trata-se de um gráfico simétrico e que possui o seu pico na parte central. Isso acontece quando o processo está normal e possui pequenas variações.

Distorcido à direita

Aqui o gráfico mostra que quanto mais alto o valor, menor a frequência.

Distorcido à esquerda

Ao contrário do gráfico anterior, aqui o Histograma é distorcido à esquerda e demonstra que quanto maior o valor, também é maior a frequência.

Bimodal

No Histograma Bimodal, existem dois grupos em que há picos de frequência.

Multimodal

Neste gráfico há o aparecimento de vários picos, não demonstrando nenhum tipo de padrão.

Platô

No Histograma Platô (ou achatado), as barras aparecem de forma praticamente uniforme. Isso mostra que as classes possuem mais ou menos a mesma frequência.

Como montar o meu Histograma?

Para montar o seu Histograma, siga este passo a passo básico:

  • Determine a amostra e colete um número significativo de dados
  • Organize os dados coletados
  • Calcule a amplitude dos valores – (R = maior valor – menor valor)
  • Defina o número de classes (barras verticais)
  • Calcule o intervalo das classes – (H = R (amplitude) / K (número de classes)
  • Determine o limite das classes – LS = LI (limite inferior) + H (intervalos das classes)
  • Monte o seu Histograma

Enfim, analise os dados e parta para o Plano de Ação.

Para facilitar ainda mais o uso de uma das 7 ferramentas da qualidade, montamos um modelo editável gratuito para você, basta clicar aqui, baixar e substituir as informações.

É importante entender que essa ferramenta traz grandes benefícios para o sistema de gestão e é considerada uma das ferramentas mais simples de ser implementada. Além disso, permite um fácil entendimento das informações e traz dados confiáveis.

Espero ter ajudado e qualquer dúvida ou sugestão, fique à vontade para deixar o seu comentário.

Se você ainda não é inscrito em nossa Newsletter, inscreva-se clicando aqui e fique por dentro de todas as novidades aqui do Blog.

Até semana que vem ;*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *