fbpx

Diagrama de Pareto: Quando e como utilizar

Diagrama de Pareto: Quando e como utilizar

Diagrama de Pareto: Quando e como utilizar

O Diagrama de Pareto é uma das 7 ferramentas da qualidade e tem como principal objetivo identificar a causa dos principais problemas que ocorrem na Organização. Dessa forma, você elimina vários erros/falhas de uma só vez.

Esta metodologia foi desenvolvida por Joseph M. Juran, e tem como princípio a lei do 80-20. Ou seja, 80% dos problemas ocorrem como consequência de 20% das causas. Nesse sentido, solucionando 20% das causas, você tem 80% dos seus problemas resolvidos.

Deu para entender?

Em contrapartida, é bastante comum que a conta não chegue exatamente a este número, ok? Pois essa é apenas uma “medida padrão” proposta por Duran.

Por fim, podemos concluir que essa ferramenta direciona as ações da equipe. Ou seja, ao invés de se perder em meio à inúmeros problemas, ou até mesmo solucionar ocorrências que não são tão importantes, prioriza-se aquilo que trará maiores benefícios para a organização.

De modo geral, na maioria das ocasiões, seguindo o Diagrama de Pareto, você vai identificar que grande parte dos seus problemas decorrem de poucas causas.

Quando utilizar o Diagrama de Pareto?

Essa ferramenta é fundamental na priorização das ações que devem ser tomadas no SGQ. Dessa forma, auxilia na resolução de problemas como: não conformidades, e identificação de oportunidades de melhoria.

Utilize o Diagrama de Pareto nessas situações:

  • Analisar a frequência de ocorrências;
  • Obter uma visualização clara sobre determinado assunto para definir um plano de ação;
  • Identificar a causa (ou causas) principal de erros, problemas, falhas, etc.;
  • Estabelecer prioridades dentre muitas ocorrências;
  • Implantar melhorias (seja nos processos ou serviços/produtos), etc.

Como utilizar o Diagrama de Pareto?

Em primeiro lugar, é importante entender que a ferramenta utiliza uma psicologia que divide as falhas em duas categorias: “Pontos Vitais” e “Pontos Triviais”.

Assim, a equipe consegue separar os problemas que precisam de maior atenção e concentrar-se neles.

Por exemplo: Se você eliminar 20% dos motivos que geram 80% das reclamações recebidas sobre determinado produto, garante a satisfação de 80% dos consumidores.

Para montar o seu Diagrama, siga os seguintes passos:

  • Estabeleça o objetivo (identificar as principais causas de reclamações dos consumidores, por exemplo);
  • Capte os dados necessários e organize-os em uma tabela (você pode utilizar outra ferramenta da qualidade para isso – A Folha de Verificação);
  • Estabeleça a medida de comparação e suas ocorrências;
  • Some as ocorrências e calcule o percentual individual e percentual acumulado de cada uma delas;
  • Organize a lista em ordem decrescente;
  • Monte o gráfico com base nas informações (ocorrências e percentual acumulado);
  • Faça a análise do gráfico e identifique as prioridades na solução do problema em questão.

Seguindo os passos acima você identifica onde estão os 20% de causas que solucionam.

Em resumo, podemos então dizer que o Diagrama de Pareto é dividido em duas partes: a tabela onde você vai coletar as informações e o gráfico onde você vai visualizar e analisar as principais causas do problema a ser solucionado.

BAIXE AQUI O SEU MODELO DE DIAGRAMA DE PARETO PARA PREENCHER!

diagrama-de-pareto

E aí? Deu para entender um pouco mais sobre esta ferramenta da qualidade? Então baixe o modelinho que montamos para você e comece a utilizá-la em sua gestão.

Ao invés de se perder em meio à inúmeros problemas, ou até mesmo solucionar ocorrências que não são tão importantes, priorize aquelas que geram maior impacto nos seus resultados.

Receba notificação sobre novos conteúdos assinando a nossa Newsletter.

ASSINAR NEWSLETTER.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *