fbpx

CARTA DE CONTROLE NA GESTÃO DA QUALIDADE

CARTA DE CONTROLE NA GESTÃO DA QUALIDADE

CARTA DE CONTROLE – ENTENDA COMO E PORQUE UTILIZAR ESSA FERRAMENTA DA QUALIDADE!

A Carta de Controle é uma das 7 ferramentas da qualidade e é essencial para o acompanhamento dos processos. Visto que, o seu uso demonstra informações relevantes que permitem controlar a eficácia desses processos.

Em outras palavras, o objetivo dessa ferramenta é observar se o processo está dentro dos padrões pré-estabelecidos e evidenciar quando há presença de desvios ocasionados por causas comuns ou especiais.

Dessa forma, é possível aplicar medidas que evitam e/ou corrigem essas variações indesejadas. Assim, evitam-se não conformidades, além de garantir um sistema de gestão que implanta melhorias continuamente.

  • Causas comuns

As causas comuns estão relacionadas a variações diretamente ligadas ao processo e que podem ser reduzidas.

  • Causas especiais

Por outro lado, as causas especiais são aquelas devem ser evitadas e/ou eliminadas.

Um exemplo de causa especial é quando há problemas no maquinário e acaba afetando o processo como um todo, ou até mesmo, gerando problemas no produto/serviço.

Funcionamento e estrutura de um gráfico de controle (ou carta de controle)

Primeiramente, é necessário entender que o gráfico é composto por 3 linhas, são elas:

  • Limite superior de controle (LSC)
  • Linha média;
  • Limite inferior de controle (LIC)

Estrutura de um gráfico de controle:

Gráfico-de-Controle

Outro ponto importante é que os cálculos da LIC e LSC utilizam como base a ferramenta Seis Sigma.

O ideal é manter as variações dentro do espaço onde está a “linha média”. Se essa variação ultrapassar o “limite superior” ou o “limite inferior” significa que algo está fora dos padrões.

Portanto, caso seja identificado algum desvio no gráfico, é necessário identificar suas causas e aplicar as soluções necessárias para que as variações fiquem dentro da média.

Existem dois tipos de gráficos de controle:

  • Carta de controle por variáveis

É mais complexa, porém, apresentam maior número de informações. O benefício de utilizar essa opção é a possibilidade de aplicar ações preventivas.

Além disso, o controle por variáveis também permite a identificação das falhas com maior facilidade, por se tratar de um conjunto de Cartas de Controle (uma para a média e outra para a dispersão).

Entretanto, requer muito mais recursos na sua aplicação.

  • Carta de controle por atributos

A medição da carta por atributos é mais indicada nos casos em que o objetivo é identificar se o processo está conforme ou não.

Além de se tratar de uma opção mais simples, também permite aplicar ações corretivas em casos de desvio de padrão.

Principais benefícios da ferramenta

Devido a fácil identificação das causas de variação, é possível diminuir retrabalhos, garantir a qualidade do produto final, diminuir custos, identificar oportunidades de melhoria e garantir a melhoria contínua.

Entretanto, é fundamental verificar as variações dos processos periodicamente (de acordo com o contexto da organização). Assim, ao invés de ser pego de surpresa, é possível monitorar e controlar os desvios e evitar maiores consequências.

Afinal, a ferramenta auxilia a equipe a identificar as causas raízes das irregularidades que ocorrem durante o processo e trata-las, muitas das vezes, com antecipação. Desta forma, é possível inovar e aprimorar constantemente os procedimentos internos, garantindo a satisfação dos clientes.

Para finalizar, podemos notar que são inúmeros os benefícios que podemos alcançar utilizando a carta de controle no sistema de gestão. Então, que tal começar a mapear os seus processos e começar a planejar a implantação da ferramenta?

BAIXE AQUI O MODELO GRATUITO E EDITÁVEL PARA MAPEAR OS SEUS PROCESSOS!

Quer receber notificações sobre novos artigos? Assine a nossa Newsletter clicando aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *