fbpx

As principais teorias da administração

As principais teorias da administração

Conheça agora as principais teorias da administração!

Primeiramente, quero saber se você já ouviu falar sobre as principais teorias da administração?

Pois bem, elas existem! Para começar é importante ter em mente para que serve a administração e qual a sua importância. Aliás, todos que vivem no meio corporativo deveriam saber, mas a verdade é que nem todos sabem.

O fato é que uma administração eficaz é ESSENCIAL para o desenvolvimento e crescimento de qualquer negócio. Afinal, as mudanças no meio organizacional, a evolução do capitalismo e das tecnologias são fatores que desencadearam o surgimento dessas teorias. Já que, para sobreviver ao mercado é preciso entende-lo e buscar as melhores formas de se adaptar às condições internas e externas.

Daí, surge a importância de conhecer cada uma dessas teorias e aplica-las de acordo com a necessidade do seu negócio. Uma teoria não se contrapõe a outra, apenas possuem focos diferentes.

Então, vamos falar sobre cada uma delas? Vamos começar:

Administração Científica

Primeiramente, essa teoria tem foco na produtividade. Este modelo, leva em consideração o âmbito operacional. O colaborador deve se comprometer apenas com a função que ele exerce. Ou seja, não há preocupação com o todo (metas, objetivos, etc.).

Os colaboradores são vistos como “máquinas” e seu único incentivo é salarial (ou prêmios). A psicologia é mais ou menos assim: Quanto mais o individuo produz, mais recompensas salariais ele tem.

Isso porque o foco é obter o máximo de produtividade e o mínimo de desperdícios.

Se por um lado, este modelo gerou aumento na produtividade, por outro, os colaboradores acabam frustrados por não ter um incentivo social. Isso porque, eles não conseguem enxergar exatamente em quê seu trabalho é útil. Além disso, não há o espírito de equipe, onde todos trabalham juntos, comemoram juntos e se comprometem com o ideal da Organização.

Administração Burocrática

Foco na eficácia e eficiência. Dentre as principais características desse modelo de administração estão:

  • A formalidade: as informações devem ser passadas de maneira formal, por escrito.
  • A hierarquia: quanto maior o cargo, mais temido e respeitado é o colaborador.
  • A divisão de trabalho e impessoalidade: fatores como pontos fracos e fortes de cada um não são analisados.As atividades são determinadas por cargo e função.

Administração Clássica

Essa teoria enfatiza a estrutura organizacional. Fayol determinou 14 princípios essenciais para administração, são eles:

  1. Divisão do trabalho Cada um preocupa-se apenas com a sua função
  2. Autoridade e responsabilidade – Os superiores dão as ordens
  3. Unidade de comando – Os colaboradores recebem ordens somente de um chefe
  4. Unidade de direção – Controle único
  5. Disciplina – As regras devem ser seguidas
  6. Remuneração – Deve ser justa para cada colaborador
  7. Interesses gerais – Interesses gerais sobrepõe os interesses individuais
  8. Centralização – Atividades e autoridade são centralizadas
  9. Hierarquia – Respeito total à hierarquia
  10. Ordem – A organização é primordial
  11. Equidade – A justiça deve estar presente na Organização
  12. Estabilidade dos funcionários – Baixa rotatividade de funcionários
  13. Iniciativa – O que foi planejado deve ser cumprido
  14. Espírito de equipe – Os colaboradores devem trabalhar com união

Administração das Relações Humanas

Como o nome já pressupõe, esse tipo de administração tem foco nas relações pessoais. A figura do líder passa a ganhar notoriedade para a organização. Além disso, a motivação da equipe também começa a ser vista como um fator importante.

Como resultado, os processos se tornam menos “mecânicos” e as coisas passam a ser menos formais. Além disso, os gestores começam a entender que os colaboradores trabalham mais satisfeitos quando se sentem recompensados.

Administração Estruturalista

Alguns pensadores buscaram combinar as teorias burocrática, clássica e das relações humanas e chegaram ao modelo estruturalista de administração.

Nessa teoria a Organização é vista como uma unidade social. Uma característica marcante deste modelo são as recompensas, que deixam de ser somente materiais e passam ser também simbólicas e sociais. Além disso, os estruturalistas deixam de se preocupar apenas com fenômenos internos e passam a se preocupar também com os fenômenos externos (utilizam abordagem múltipla).

Administração Neoclássica

O nome já pressupõe, né?

Este modelo administrativo retoma os pensamentos da teoria clássica. Além da retomada de princípios da administração clássica, esse modelo também possui outras características, dentre elas:

  • Foco na administração e na gestão;
  • Disseminação de um pensamento baseado em metas e resultados;
  • Maior flexibilidade em relação à teoria clássica.

De modo geral, podemos dizer que a Administração Neoclássica é uma evolução da Administração Clássica.

Administração Comportamental (ou Behaviorista)

Com foco nas pessoas, o comportamento humano passar a ser estudado e é a principal característica desse modelo. Alguns dos estudos levados em consideração são:

  • Teoria de Maslow

Já ouviu falar na Pirâmide de Maslow? Essa teoria se baseia no fato de que a felicidade e a autossatisfação do ser humano está ligada às necessidades fisiológicas, de segurança, sociais, de estima e autorrealização.

A teoria da Maslow tem grande importância na evolução do comportamento humano e é estudada até hoje.

  • Teoria de dois fatores

Essa teoria foi apresentada por Frederick Hezberg. Segundo ele, os dois fatores responsáveis pelo comportamento das pessoas no ambiente de trabalho são a higiene e a motivação.

  • Teoria X e Y

Mc Gregor elaborou a teoria, onde “X” se refere a concepção mecanicista e pragmática, enquanto “Y” se refere a uma concepção moderna sobre o comportamento humano.

Administração Contingencial

A “relatividade” é uma característica marcante nesse modelo. Além disso, admite-se a importância da tecnologia e da adaptação da Organização às mudanças que a tecnologia traz.

Essa teoria administrativa surgiu como resultado de estudos sobre os outros modelos já existentes. A conclusão nessa teoria é de que não existe um modelo único de administração. Afinal, situações e cenários diferentes, requerem ações e planos de ação diferentes.

E aí, vocês já conheciam todas essas teorias? Lembrando que todas são importantes para a evolução da administração e gerenciamento de equipes.

Por fim, é importante ressaltar a importância de conhecer e entender um pouco sobre essas teorias. Isso porque, todo o conhecimento sobre gestão e administração é essencial para estabelecer boas estratégias e construir um SGQ sólido.

Quer receber notificações sobre novos artigos? Assine a nossa Newsletter clicando aqui!

3 Comentários



  1. gostei muito do vosso site e ensinamentos espero que me enviem mais informação para aprender mais, SABER Não OCUPA LUGAR E Não TEM IDADE”

    Responder

    1. Olá Gabriel, como vai? Envie um e-mail para amanda@hadrion.com.br com informações sobre que tipo de conteúdos você gostaria de receber, nós adoraremos colaborar com o seu crescimento profissional!
      Um abraço 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *