fbpx

5 PORQUÊS E DIAGRAMA DE ISHIKAWA

5 PORQUÊS E DIAGRAMA DE ISHIKAWA

Tudo sobre as metodologias 5 Porquês e Diagrama de Ishikawa

Quem aí já ouviu falar nessas nos 5 Porquês e Diagrama de Ishikawa? Acredito que a maioria dos nossos leitores.

Entretanto, não são todos que usufruem dessas metodologias, e menos ainda são aqueles que sabem o que é possível alcançar se usá-las de maneira complementar. Ou seja, as ferramentas da qualidade não resolvem problemas por si só, uma precisa da outra para ter eficácia nos resultados obtidos.

Pensando nisso, como estamos sempre buscando maneiras de facilitar a sua vida, preparamos este conteúdo para te ensinar a utilizar duas ferramentas I N C R Í V E I S, de forma útil e integrada.

Quer entender como você pode utilizar a ferramenta 5 porquês e Digrama de Ishikawa, juntas? Vamos começar entendendo cada uma dessas ferramentas:

O QUE É 5 PORQUÊS?

Como o nome já diz, essa ferramenta consiste em perguntar o porquê da ocorrência de um problema 5 vezes.

Em alguns casos, menos de 5 perguntas bastam, em outros serão necessárias mais do que isso. Por isso, ao utilizar essa metodologia é necessário que haja bom senso.

Certo, mas aí surge a pergunta: Qual o motivo de repetir a pergunta por tantas vezes? Não basta responde-la uma só vez?

A resposta é NÃO! Isso porque, conforme vamos nos perguntando e aprofundando a questão, vai se tornando cada vez mais fácil chegar à raiz do problema. Ou seja, isso te permite literalmente eliminar o mal pela raiz.

Para ficar mais fácil entender, segue um exemplo:

Problema: Atraso na entrega do produto X aos consumidores finais.

Vamos aos possíveis “porquês” deste atraso:

  1. Porque? Porque excedeu o prazo de entrega.
  2. Porque? Porque o produto está demorando a sair para entrega
  3. Porque? Porque está havendo falta de estoque
  4. Porque? Porque a demanda está maior do que o esperado
  5. Porque? Falta de planejamento

Este é um exemplo simples, mas que ilustra e torna a função da ferramenta mais clara.

O QUE É DIAGRAMA DE ISHIKAWA?

É uma ferramenta que também busca identificar a causa raiz de um problema, assim como o 5 Porquês.

Com o Diagrama de Ishikawa é possível ver tudo que envolve o processo de uma forma mais ampla, possibilitando identificar exatamente onde estão ocorrendo as falhas.

Dessa forma, garante-se as correções de não conformidades e até mesmo a identificação de possíveis pontos de melhoria, que possibilitam ações preventivas.

Se quiser saber mais sobre o Diagrama de Ishikawa veja esse texto onde abordamos o assunto de forma mais ampla!

5 PORQUÊS E DIAGRAMA DE ISHIKAWA: Porque usar os dois juntos otimiza os resultados?

Primeiramente, uma ferramenta complementa a outra durante esse processo de identificação de causa raiz.

Com o Diagrama de Ishikawa é possível explorar todas as possíveis causas do problema. Essa ferramenta mostra de forma ampla detalhes de todo o processo, facilitando a identificação de partes importantes do processo que podem estar causando determinada situação.

Após realizada essa análise, siga para a execução da metodologia 5 porquês. Isto porque, após ter levantado as possíveis causas com o uso do Diagrama de Ishikawa, você otimiza o tempo de execução da ferramenta, além de obter resultados mais certeiros.

Afinal, você já filtrou possíveis porquês com o uso da Espinha de Peixe.

Outra ferramenta que pode ajudar muito nesse processo é o Brainstorming (tempestade de ideias). Pois permite uma ampla troca de ideias, vindas de profissionais de diversos departamentos e que possuem visões diferentes.

Utilizando os recursos que temos disponíveis graças a evolução da qualidade e às contribuições de nossos Gurus, é possível alcançar a excelência na gestão da qualidade e garantir a competitividade investindo na melhoria contínua.

Bom, se você é adepto ao uso das ferramentas da qualidade, veja aqui todos os materiais editáveis e e-Books que temos para te ajudar nesta jornada!

AH! Para continuar acompanhando nossos conteúdos e não perder nenhuma novidade aqui do Blog, é só se inscrever em nossa Newsletter clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *